A câmara do Rio de Janeiro foi palco de duas invasões na quarta-feira à noite. A cidade maravilhosa voltou a ser palco de confrontos entre manifestantes e a polícia.

Os manifestantes começaram a concentrar-se a partir das 16:00 junto à câmara do Rio de Janeiro, para pedir a demissão do governador do Rio e pedir ao Ministério Público que investigue os gastos do político. Os protestos intitulam-se «Cabral fora» e «MP, de que lado está você», numa incitação ao Ministério Público.

A manifestação culminou com a invasão pacífica da câmara por volta das 21:00. Quando tudo parecia estar a terminar, eis que surge a violância. Como conta o «Globo», na altura em que os manifestantes da primeira invasão de câmara se preparam para, de forma pacífica, abandonar o local, os restantes, do lado de fora da porta principal se rebelaram e invadiram o recinto, desta vez com pedras da calçada e bombas artesanais, às quais a polícia respondeu com gás pimenta. Há notícia de pelo menos três feridos.

Esta não foi a única manifestação na cidade na noite de quarta. Cerca de sete dezenas de pessoas arrancaram em direção à casa do governador.