As forças norte-americanas resgataram dois pilotos sauditas no Golfo de Aden, na costa do Iémen, informaram sexta-feira fontes oficiais.

Os militares norte-americanos resgataram quinta-feira dois pilotos sauditas que se ejetaram dos aviões na costa do Iémen, depois de atingidos pelos rebeldes, informaram as mesmas fontes.

Na sequência do resgate, o rei da Arábia Saudita agradeceu ao Presidente norte-americano, Barack Obama.

Na sexta-feira, Barack Obama falou ao telefone com o rei saudita sobre a situação no Iémen e assegurou o apoio dos Estados Unidos aos atuais esforços da coligação árabe, afirmou em comunicado a Casa Branca.

Segundo o comunicado, Barack Obama reafirmou a «forte amizade entre os Estados Unidos e a Arábia Saudita» e aos seus aliados no Iémen.

Os dois homens concordaram que o «objetivo coletivo é conseguir uma estabilidade duradoura no Iémen».

O Iémen vive uma crise política desde 22 de janeiro na sequência da renúncia do Presidente Abd Rabbo Mansur Hadi e do seu Governo, dois dias depois da milícia xiita assumir o controlo do palácio presidencial.

Os «huthis» já assumiram o controlo de sete províncias do país, mas a ONU considera Abd Rabbo Mansur Hadi como o «Presidente legítimo» do Iémen.

O Presidente do Iémen está refugiado na Arábia Saudita, que iniciou quarta-feira uma ofensiva contra os «huthis».