Um jornal do Partido Comunista Chinês (PCC) defendeu hoje que «a China precisa de ter mais multimilionários», argumentando que «a acumulação privada de riqueza não é incompatível com a justiça social» preconizada pelo sistema socialista.

«Se um dia metade dos mais ricos do mundo forem chineses, isso evidenciará os enormes sucessos alcançados pela China no seu processo de desenvolvimento económico e social», disse o Global Times, jornal de língua inglesa do grupo do Diário do Povo, o órgão central do PCC.

Num editorial intitulado «Ressentimento contra os ricos é exagerado», o jornal sustenta que a maioria dos ricos chineses «tem uma imagem positiva na China» e «são adorados como ídolos pelos jovens».