Os corpos dos montanhistas Alex Lowe e David Bridges foram encontrados num glaciar no Himalaia, 16 anos depois de terem ficado soterrados por uma avalancha numa das montanhas mais altas do mundo.

Dois montanhistas aperceberam-se dos corpos na semana passada, “ainda por baixo do gelo azul, mas a começar a emergir do glaciar”, fez saber através de um comunicado, de acordo com a agência France Press, uma fundação criada em memória de Alex Lowe.

Lowe, 40 anos, e Bridges, 29 anos, ambos norte-americanos, foram levados por uma gigantesca avalancha de neve e gelo quando se encontravam 8.027 metros no pico Shisha Pangma, na China, em outubro de 1999, enquanto tentavam a primeira descida em ski realizada por norte-americanos.