Pelo menos 14 civis morreram na sequência dos últimos ataques da Força Aérea do regime de Damasco contra Ghouta oriental, indicou o Observatório Sírio dos Direitos do Homem, nesta segunda-feira.

Os ataques aéreos atingiram durante a noite de domingo, e nas últimas horas, várias localidades de Ghouta Oriental, nomeadamente em Hammouriyé, onde morreram 10 dos 14 civis.

De acordo com a organização não-governamental com sede em Londres, o presidente Bashar al-Assad está determinado em continuar a ofensiva iniciada no dia 18 de fevereiro.

O regime de Damasco é apoiado pela Rússia que tem forças e meios no terreno.

Ajuda humanitária a caminho

O primeiro comboio humanitário “está a caminho” de Ghouta oriental, onde 400 mil civis estão sitiados e submetidos a situações de grande precariedade pelas forças de Damasco, disse hoje o Comité Internacional da Cruz Vermelha.

Finalmente… Um comboio da Cruz Vermelha Síria, do Comité Internacional da Cruz Vermelha e das Nações Unidas transportam ajuda que é necessária a dezenas de milhares de civis. A coluna dirige-se para Ghouta oriental”, disse Robert Mardini, chefe de operações da Cruz Vermelha Internacional através de uma mensagem difundida na rede social Twitter.

As forças do regime sírio controlam uma parte do bastião “rebelde” de Ghouta oriental estando em curso uma ofensiva terrestre, disse hoje o Observatório Sírio para os Direitos do Homem.