Muitos estavam contra a demolição do parque Gezi, em Istambul, na Turquia, para a construção de um novo centro comercial. A 28 de maio de 2013, cerca de 50 ambientalistas juntaram-se no parque para evitar que fosse destruído. Três dias depois, já o número de manifestantes tinha aumentado para largas centenas. Este primeiro protesto deu o mote para um período de contestação que se estendeu até hoje. O que começou como uma manifestação ambientalista atingiu proporções muito maiores.

Acusações de ciber-crime, as multas à cobertura mediática, as mudanças drásticas no governo e as leis de controlo sobre a justiça ou a internet são apenas alguns dos motivos que levaram os turcos à rua.