A pistola usada por um vigilante de bairro para matar um adolescente negro desarmado nos Estados Unidos em 2012 atingiu, nesta sexta-feira, o valor de mais de 53 milhões de dólares (46,6 milhões de euros) num leilão na Internet.

Em menos de 24 horas, mais de 9.000 ofertas foram feitas após o lançamento do leilão com um preço de partida de 5.000 dólares (cerca de 4.400 euros), já acima do preço de mercado de uma arma em segunda mão.

Às 05:10 (10:00 em Lisboa), o leilão atingiu um valor superior a 53 milhões de dólares, mas é difícil verificar a seriedade das ofertas, porque alguns participantes utilizam pseudónimos e cobrem os seus próprios lances. O leilão ainda vai durar cinco dias.

A 26 de fevereiro de 2012, George Zimmerman, antigo vigilante de bairro na Florida, abateu Trayvon Martin, um adolescente negro de 17 anos que estava desarmado.

Mas a justiça aceitou a tese de legítima defesa e absolveu Zimmerman, para lamento da família e amigos do menor, que disseram tratar-se de um crime racista.

No anúncio do leilão, Zimmerman apresenta a pistola, uma Kel-Tec PF-9 de nove milímetros, como "a arma utilizada para defender (a sua) vida e acabar com a agressão brutal de Trayvon Martin".  "É uma ocasião para adquirir um pedaço da história dos Estados Unidos", adianta, citado pela CNN.