A modelo australiana Miranda Kerr deu uma entrevista à revista «GQ» em que faz revelações «picantes» sobre a sua vida sexual.

Na edição de maio da revista britânica, a modelo põe tudo a nu - e não apenas o corpo sob a objetiva de Mario Testino -, mas os pormenores sobre a sua vida sexual, agora que se separou do ator Orlando Bloom.

«Estou a namoriscar e adoro», revelou a manequim à revista. E revelou também a receita para o seu corpo de sonho: «Quando mais sexo faço, mais definido ficam os meus braços e o meu estômago», acrescentando que desde que se separou de Orlando Bloom os seus braços estão menos tonificados. Preocupações de uma supermodelo de 30 anos, mãe de um filho e divorciada há seis meses.

Apesar de tudo, Miranda prefere «explorar e divertir-se um pouco e não pensa apaixonar-se nos próximos tempos», seja o alvo homem ou mulher. Numa entrevista recheada de confissões, Miranda Kerr diz que «gosta tanto de homens como de mulheres. Adoro o corpo feminino e as suas formas. Adoro observar as mulheres, principalmente as suas costas. Preciso sem dúvida de um homem no meu quarto - de um peito forte para me deitar nele. Ainda assim, quero explorar. E nunca digas nunca».

E esta não foi a primeira vez que a australiana disse ser capaz de se tornar lésbica. Numa entrevista a uma televisão da Austrália, em 2008 e antes de Bloom, Miranda já tinha confessado uma paixoneta por uma mulher.