Pelo menos uma pessoa morreu e seis ficaram feridas numa explosão registada num edifício na zona norte de Macau, aparentemente causada por uma fuga de gás, anunciaram as autoridades.

De acordo a análise preliminar do Corpo de Bombeiros, a fuga terá ocorrido durante a substituição de botijas de gás num estabelecimento de comidas localizado naquele edifício.

O secretário para a Segurança, Wong Sio Chak, deslocou-se ao centro hospitalar Conde de S. Januário para visitar os feridos e manifestar solidariedade aos familiares da vítima, uma mulher de 34 anos, residente em Macau. Dos seis feridos, três já tiveram alta.

Em declarações aos jornalistas, o secretário garantiu que serão apuradas responsabilidades "no sentido de se verificar se houve violação da lei", indicou em comunicado o Gabinete de Comunicação Social.

Em nome do Governo, Wong Sio Chak garantiu o "apoio necessário aos feridos e familiares da vítima mortal" e informou que o Instituto de Ação Social (IAS) "já está a acompanhar a situação".