O escritor peruano Mario Vargas Llosa garantiu que levará para o túmulo o segredo sobre a sua zanga com o colombiano Gabriel García Márquez, falecido na semana passada, para honrar o «pacto» entre os dois prémios Nobel da Literatura.

«García Márquez e eu fizemos um pacto, o de não alimentar os rumores sobre as nossas relações, e assim, ele morreu mantendo a sua palavra e eu morrerei cumprindo a minha», declarou Vargas Llosa na quinta-feira, durante uma visita a Caracas.

Gabriel García Márquez, prémio Nobel da Literatura 1982, morreu a 17 de abril, aos 87 anos, na sua residência no México.