O voo regular da TAP de Miami para Lisboa, desta sexta-feira, trará, além dos passageiros que compraram o bilhete, um grupo especial de passageiros: a tripulação que voou esta manhã para a cidade norte-americana e que, em circunstâncias não atípica, ficaria a descansar e só regressaria amanhã, na véspera da chegada da mãe de todas as tempestades à costa da Flórida: o furacão Irma.

Ao que a TVI pode apurar junto de fonte oficial da TAP "há, de facto, o regresso imediato da tripulação, que foi hoje, mas veem a descansar."

Uma declaração diferente daquela que foi feita, em comunicado, horas antes, pelo Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil – SNPVAC, que dava a entender que o voo seria atípico. Não por não ser o voo regular, mas porque os esforços exigido à tripulação eram enormes. Deixando no ar a ideia de que, apesar de estar dentro da lei, seria a mesma tripulação a tripular heroicamente o regresso a Lisboa.

Em comunicado o SNPVAC dizia que, aos tripulantes de cabine da TAP que realizaram esta sexta-feira, “o voo de Lisboa para Miami e com regresso imediato a Lisboa, excedendo os tempos de trabalho do Acordo de Empresa de modo a que este voo se realizasse, em condições que são claramente penalizantes para os tripulantes envolvidos.”

Segundo o sindicato, foi a TAP Portugal que fez este pedido aos trabalhadores, via contacto com a organização sindical, que terá sido prontamente aceite.

Todos os tripulantes envolvidos se prontificaram para realizar este voo, de modo a retirar em segurança o maior número possível de portugueses que se encontram naquele destino”, acrescentava o sindicato.

Assegurando ainda que a Lei Geral foi “na íntegra cumprida, apenas os limites impostos pelo Acordo de Empresa ultrapassados, porque valores mais altos se levantaram.”

O Irma está previsto que atinja a costa da Flórida ao início de domingo e, para já, se não mudar de intensidade teme-se o pior. Por onde passou, o rasto de destruição é visível e, o mais lamentável são as vítimas mortais que já contabilizam cerca de duas dezenas.