Dezassete pessoas foram dadas como desaparecidas na sequência de um deslizamento de terras, esta madrugada, na província chinesa de Yunnan, informaram as autoridades locais.

De acordo com a agência oficial Xinhua, o acidente ocorreu cerca das 03:00 (20:00 em Lisboa) na aldeia de Shawa, em Fugong, uma zona habitada por minorias étnicas.

As equipas de salvamento prosseguem com as buscas pelos desaparecidos.

Segundo o «India Tribune», está no local uma equipa de salvamento com 140 homens, apoiados por escavadoras, camiões e ambulâncias, que está a vasculhar a área com cerca de 500 metros onde as vítimas poderão estar.

A zona fica perto do rio «Nujiang», e as autoridades pensam que algumas pessoas poderão ter sido arrastadas para a água, enquanto outras poderão estar soterradas sob a camada espessa de lama e pedras.