Charity Anne Johnson ou Charite Stevens, como se apresentou às autoridades, tem 31 anos, mas fez-se passar por uma adolescente de 15. Frequentava o ensino secundário numa escola católica em Longview, no Texas, Estados Unidos. Foi presa na terça-feira, depois de descoberta a fraude. Alegadamente, engendrou este esquema por não ter onde morar.

A jovem frequentava a escola New Life Christian desde outubro de 2013, altura em que apareceu para se matricular, acompanhada de Tamica Lincoln, a mulher que a tinha acolhido em casa, em março do ano passado.

A Tamica, Charity pediu abrigo, contando que tinha sido abusada pelo pai, que entretanto tinha morrido, tal como a mãe. «Simpatizei com ela e convidei-a para morar em minha casa. Tomei-a por uma criança, levei-a ao cabeleireiro e comprei-lhe roupa e sapatos», conta Tamica à KLTV.

Tamica matriculou-a na escola e chegou a reunir-se com os professores de Charity. A mulher mantinha mesmo uma página no Facebook e outra no Instagram com a sua identidade de adolescente e fotografias a condizer.







A encarregada de educação de Charity começou a desconfiar contudo que a jovem que tinha acolhido em casa não era quem dizia ser. Chamou a polícia e ficou atónita quanto descobriu que se tratava, na realidade, uma mulher pouco mais nova que ela. Publicou uma foto da mulher, depois de detida, na sua página do Facebook e continuou a surpreender-se com a situação. «Fui contactada por diferentes pessoas que ela tinha contactado. Aqui em Longview, na Florida, no Minnesota», contou.