Tinha a bordo mais de 250 pessoas, seria ele o principal responsável pelo voo UL554 e foi trabalhar alcoolizado. Podia ser uma brincadeira, mas aconteceu mesmo com um piloto da Sri Lanka Arlines.

Chegou bêbedo ao avião, alegadamente pronto para trabalhar, mas foi impedido de voar entre Frankfurt, na Alemanha, e Colombo, no Sri Lanka.

Segundo informação prestada pelo aeroporto de Frankfurt, que é citada pela agência EFE, estavam dentro do avião 259 passageiros e 15 tripulantes.

Foram precisamente os restantes membros da tripulação que se aperceberam do estado do piloto e fizeram soar o alerta, impedindo que o avião seguisse viagem. O voo em causa foi adiado de sexta-feira para sábado. 

No seu site oficial, a companhia aérea emitiu um comunicado a pedir "desculpa" pelo que aconteceu.

A todos os passageiros afetados pelo atraso foram fornecidas refeições e alojamento. Também serão compensados ​​de acordo com os regulamentos da União Europeia".