O Presidente francês, François Hollande, afirmou esta segunda-feira, durante a sua primeira visita à chamada ‘selva’ de Calais, no norte de França, que vai “desmantelar completa e definitivamente” o imenso campo, onde se encontram entre 7.000 e 10.000 migrantes.

Esta situação é inaceitável e todos aqui sabem isso. Temos de desmantelar o campo completa e definitivamente", afirmou Hollande.

“O governo irá até ao fim”, sublinhou o chefe de Estado francês, pedindo igualmente aos britânicos que “façam a sua parte” na resolução do problema.

Calais, que recebe milhares de pessoas que pretendem chegar a Inglaterra, acolhe o maior campo de migrantes de França. O presidente francês referiu que a decisão "soberana" do Reino Unido em deixar a União Europeia não isenta o Governo britânico das suas obrigações para com França.

Queremos que as autoridades britânicas tenham um papel no esforço humanitário que a França está a fazer aqui", afirmou Hollande.

Hollande garantiu que o campo será desmantelado antes do início do inverno, realojando os migrantes em centros de ajuda espalhados pelo país.