A Torre Eiffel, em Paris, está fechada desde esta manhã depois de uma tentativa de invasão. As autoridades decidiram suspender as visitas públicas ao monumento quando foi detetada a presença de um homem na estrutura que carregava um saco às costas.

O homem foi visto na Torre Eiffel uma hora antes do edifício abrir e, várias horas depois, ainda não tinha sido encontrado.

“O homem foi apanhado na estrutura com um saco às costas. Para não levantar qualquer dúvida, foi enviado um helicóptero para uma inspeção mais detalhada à estrutura”, disse uma fonte próxima do processo à AFP.


A brigada antiterrorista foi chamada ao local e começou a patrulhar a área, de helicóptero, desde o momento em que o alarme foi dado, às nove horas da manhã. A polícia francesa montou um cordão de segurança em redor da estrutura, para impedir a passagem de qualquer pessoa.
 
Os bombeiros também foram chamados ao local, mas não encontraram quaisquer pistas do intruso.

A polícia barrou então a entrada a centenas de pessoas que já se encontravam na fila para visitar o monumento.

As precauções estão a ser tomadas e a ameaça está a ser levada a sério pelas autoridades, uma vez que a Torre Eiffel já foi alvo de várias ameaças por parte de grupos terroristas, como a al-Qaeda.

As buscas pelo invasor vão continuar, apesar da polícia não excluir a hipótese do indivíduo poder ser apenas um paraquedista que queria saltar do monumento, de uma altura de 324 metros.