foi libertado

alvo de um mandado de captura internacional




“Como todos sabem, tenho sido acusado de participar em atos de terrorismo, depois do que aconteceu em Paris. Eu sou realmente um dos irmãos, mas em nenhum caso estive ligado nem de perto nem de longe ao que aconteceu na sexta-feira 13, em Paris”, afirmou, citado pela RTL e pelo Libération.



Libertado por falta de indícios





"Família aberta"

“Eu não posso dizer por que ou como aconteceram os atentados de Paris. Somos uma família aberta que nunca teve um problema com a justiça. Os meus pais estão em choque com a tragédia. Os meus dois irmãos são normais, eu nunca me apercebi de nada”.



Mensagem à família das vítimas


Mohamed Abdeslam, ao dar por terminada a conversa com os jornalistas.