A ministra da Defesa francesa, Sylvie Goulard, demitiu-se hoje do cargo. O argumento foi poder "demonstrar livremente" a sua "boa-fé" num inquérito, em curso, sobre suspeitas de alegados casos de criação de empregos fictícios.

"Desejo estar em condições para demonstrar a minha boa-fé", explicou a ministra centrista num comunicado.

O inquérito está a ser feito ao partido MoDem, a que pertence, sobre eventuais empregos fictícios para funções de assistentes no Parlamento Europeu (PE).

Na segunda-feira, o Eliseu anunciou uma "remodelação técnica" no Governo após as eleições legislativas de domingo, que deram uma maioria clara ao partido do Presidente Emmanuel Macron.

Veja também: