Em circunstâncias que ainda não estão claras, um homem de 37 anos esfaqueou esta terça-feira de manhã uma mulher e as três filhas numa estância de férias perto de Laragne, nos Altos-Alpes franceses. A informação é avançada pela Agência France-Presse (AFP), que cita uma fonte próxima da investigação.

De acordo com a TF1 e a Europe 1, a agressão surgiu na sequência de uma discussão sobre o modo “descontraído” como as vítimas estavam vestidas, uma mãe e três filhas com 9, 12 e 14 anos.

"O motivo do ataque não é muito claro", disse à AFP o procurador da República Raphael Balland.

Suspeito em férias com a mulher e os filhos

A mãe de 46 anos e as três filhas foram levadas ao hospital, revelou uma fonte próxima da investigação. Sendo que uma das meninas está entre a vida e a morte, acrescentou a mesma fonte. A AFP informa que o suspeito foi detido para interrogatório.

A agressão aconteceu no resort Laragne-Monteglin, perto da localidade de Laragne.

O suspeito, um homem de 37 anos da região de Paris, fugiu de carro depois de ter deferido vários golpes com uma faca nas vítimas, mas foi preso poucos minutos depois pela polícia que o colocou sob custódia.

O suspeito encontrava-se de férias com a mulher e com os filhos na mesma estância em que agrediu as vítimas, refere uma fonte próxima da investigação.

O chefe de gabinete do Presidente da República Francesa expressou, através do Twitter, condolências à família das vítimas.

“Um pensamento para esta família… As circunstâncias ainda não são claras mas este drama importante toca-nos a todos”, escreveu Christophe Pierrel.