Um homem baleado e agredido por engano por uma multidão durante um ataque na cidade israelita de Beersheba não resistiu aos ferimentos e morreu, informou a polícia.

No ataque, ocorrido no domingo à noite numa paragem de autocarro, um homem armado com um revólver e uma faca matou também um soldado e feriu cerca de dez pessoas.

O agressor foi morto, mas o segurança baleou também um eritreu que estava no local, acreditando ser um segundo atacante.

O embaixador de França em Israel foi “convocado” ao Ministério dos Negócios Estrangeiros deste país, depois de o Governo israelita ter rejeitado a proposta francesa para uma presença de forças internacionais na Esplanada das Mesquitas em Jerusalém Oriental.

Os episódios de violência entre Israel e os territórios palestinianos continuam, com um soldado morto num novo ataque no domingo.

Da comunidade internacional surgem esforços diplomáticos para amenizar a tensão, com o secretário de Estado norte-americano John Kerry a confirmar que se encontrará esta semana, na Alemanha, com o primeiro-ministro israelita Benjamin Netanyahu, e depois com o Presidente palestiniano, Mahmoud Abbas, no Médio Oriente.