A senadora francesa, e ex-ministra de François Hollande, sofreu uma queda acidental numa escada, quando estava de férias, tendo sido internada no Hospital de Poitiers, na região oeste da França e acabando por falecer este domingo.

Nicole Bricq foi ministra do Comércio Externo e uma das primeiras governantes socialistas a apoiar o movimento "Em Marche!" do atual presidente Emmanuel Macron.

"Foi uma mulher livre, com grande sentido de Estado. Recebo com tristeza a notícia da sua morte. Vamos sentir muito a falta desta amiga", escreveu o presidente francês no Twitter.

Na mesma rede social, o presidente do grupo parlamentar do partido, Richard Ferrand, expressou sua "imensa tristeza" pelo falecimento de Bricq, "envolvida desde cedo" na nova formação política.

"Tinha uma ideia elevada da política e do serviço aos nossos cidadãos. Uma mulher que sempre se expressava com franqueza e coragem. Uma mulher admirável", afimou ainda o Partido Socialista em comunicado.