Edouard Philippe foi reconduzido como primeiro-ministro de França depois de ter apresentado a sua demissão do governo francês como mera formalidade, avança o Palácio do Eliseu.

Depois de aceite a sua demissão, Edouard Philippe foi reconduzido no cargo pelo presidente Emmanuel Macron. O primeiro-ministro francês deverá agora formar o novo governo que deverá apresentar até as 18:00 de terça-feira no Eliseu. 

A demissão do governo era esperada como uma formalidade depois das eleições em que Macron ganhou na segunda volta das legislativas, com 341 dos 577 assentos, numa eleição marcada por uma abstenção sem precedentes.

Édouard Philippe, de 46 anos, foi nomeado primeiro-ministro pelo presidente francês, Emmanuel Macron, no dia 15 de maio. 

Philippe é um político de centro-direita, membro do partido dos Republicanos e presidente da câmara de Le Havre, na Alta Normandia. Com esta escolha, Macron mostra que pretende afastar-se do modelo socialista do último governo.