O Instituto francês de Saúde e Investigação Médica (Inserm) vai testar o antiviral japonês favipiravir (Avigan), um dos tratamentos experimentais contra o vírus Ébola, na Guiné-Concacri, no próximo mês de novembro, segundo um dos especialistas.

O ensaio clínico vai começar, no início de novembro, com cerca de 60 doentes na Guiné, precisou Jean-François Delfraissy que dirige o Instituto de Microbiologia e Doenças Infecciosas do Inserm, numa entrevista publicaDa hoje no jornal Le Monde.

«Vamos testar o efeito de dosagens elevadas desta molécula sobre o homem, os seus efeitos sobre a carga viral e a mortalidade», acrescentou.