Um francês foi preso a 21 de maio na Ucrânia, por suspeita de estar a preparar 15 atentados no campeonato europeu de futebol 2016, que se realiza em França, anunciaram os serviços de segurança ucranianos.

A SBU conseguiu impedir quinze atos terroristas planeados para acontecerem antes e durante o Campeonato Europeu de futebol", declarou o chefe dos serviços de segurança ucranianos (SBU), Vassil Grytsak.

Segundo o responsável, o suspeito disse às autoridades ucranianas que era contrário à “política do seu governo em relação à chegada em massa a de estrangeiros a França, a difusão do Islão e a globalização”.

O suspeito foi detido na fronteira entre a Ucrânia e a Polónia, altura em que foram também apreendidos três lança-granadas, granadas, 100 quilos de dinamite e dezenas de detonadores.