Mas Alan Pughsley, chefe da polícia de Kent, que transmitiu os dados ao comité dos Assuntos Interno, diz que, no entanto, “não se pode verificar se os migrantes deixam o local para ir para França ou para entrar no Reino Unido”.

“De qualquer maneira, identificamos uma população migrante transitória”, acrescentou.

Depois de ter sido questionado sobre o número de migrantes que tentam repetidamente chegar ao Reino Unido, Pughsley afirmou que é “difícil estabelecer um número por causa dos que usam identidades falsas ou que dão informações falsas na fronteira”.

Segundo a Sky News, que cita as autoridades francesas, estão em Calais entre 3500 e 5000 migrantes que podem conseguir atravessar o Canal.

“Os dados fornecidos pelas agências policiais e de parceiros só podem contabilizar os migrantes que são encontrados em buscas relevantes. O número real de migrantes que entram no país pode, portanto, ser muito mais elevado”, afirma Pughsley.