atentados terroristas130 mortos





"No sábado pela manhã, estava fora de casa e enquanto caminhava, rezava e dizia: ‘Meu Deus, por que é que isso está a acontecer? Onde é que Tu estás?".


"Duas injustiças não fazem justiça. Se começamos a matar aleatoriamente aqueles que não fizeram nada de mal, isso não vai proporcionar soluções. Assim, os governos devem ser os instrumentos da justiça", defendeu.





Atentados revelaram “a bondade” dos parisienses




Cardeal Vincent Nichols, líder da Igreja Católica Romana em Inglaterra e no País de Gales (Foto: Reuters)


As ações dos terroristas, afirmou o cardeal, são uma blasfémia contra Deus, mas mostraram "a bondade das pessoas" em Paris, citando um jornal que dizia: "Terroristas vieram para derramar sangue; Parisienses fizeram fila para doar sangue."


“É necessária uma ação forte, mas o julgamento político e militar é que podem decidir qual a melhor forma de os travar”, acrescentou.




querer juntar-se à campanha aérea