Jeanne Marie Ryan, de 29 anos de idade, foi agredida numa discoteca após dizer a um homem que era «completamente inapropriado tocar numa mulher sem o seu consentimento», escreve o «The Independent». Após o incidente, A jovem aderiu à moda das #nomakeupselfie (selfie sem maquilhagem), utilizadas por milhares de mulheres para angariar fundos para a luta contra o cancro.

Mas, neste caso, o dinheiro angariado irá ser doado a uma instituição que apoia vítimas de abuso sexual, o «Oxford Sexual Abuse and Rape Crisis Centre» (Centro de crise para vítimas de abuso sexual e violação de Oxford).

A jovem britânica, estudante na Universidade de Oxford, chega mesmo a dizer na sua página de Facebook: «Peço desculpa à investigação contra o cancro, mas a minha #nomakeupselfie é para outra causa».

Na imagem, é bem visível que Jeanne Marie Ryan foi alvo de uma agressão violenta. De acordo com com o seu relato, foi agarrada por um homem na pista de dança e reagiu. Depois de lhe dizer que era «completamente inapropriado tocar numa mulher sem o seu consentimento», foi agredida a murro sete vezes. «No fim, ainda me disse para sorrir», recorda.

Ainda na sua página de Facebook acrescenta: «Não, não temos de usar maquilhagem; não, não temos de sorrir e, mais importante de tudo, não, não temos de ser tocadas».

Desde que criou a sua página para recolha de fundos, a jovem já angariou mais de 12 750 mil libras (Um pouco mais de 15 mil euros).