Quase um milhão de pessoas estão em risco de insegurança alimentar devido à seca em Moçambique, informou o porta-voz do Conselho de Ministros, Mouzinho Saíde, citado pela imprensa moçambicana.

De acordo Mouzinho Saíde, só nas províncias de Gaza e Inhambane, sul do país, 137 mil pessoas então em situação de insegurança alimentar e outras 902.678 estão em risco devido à escassez de água e alimentos nas províncias do centro e norte do país.

"Os alunos têm estado a abandonar as aulas devido à situação", lamentou Saíde.

Para fazer face ao problema, o Governo está criar programas de abastecimento de água e fornecimento de lanche nas escolas, como forma de incentivar os alunos a frequentarem as aulas.