O fogo no estado de Vitória, na Austrália, já destruiu mais de uma centena de casas. Não há, contudo, vítimas a assinalar.

Com o tempo quente, o Natal foi o inferno para centenas de bombeiros que continuam a combater um mar de chamas, bem perto da Great Ocean Road, um destino turístico muito popular.

Para além de habitantes, também turistas tiveram de ser retirados na sexta, acabando por passar o Natal em abrigos.
Uma testemunha contou  à BBC que as pessoas estavam a colocar os grelhadores no jardim para as festas de família, quando, de repente, viram o fogo aparecer no alto da montanha, a “apenas meia hora” das suas casas. Patrick Carey disse que “as pessoas largaram tudo e meteram-se nos carros”.

O responsável pela proteção civil daquele estado australiano, Craig Lapsley, afirmou que estão “numa luta contra o tempo para dominar o fogo”, segundo cita a BBC, mas o trabalho não está fácil, apesar dos esforços de meio milhar de bombeiros, 60 tanques e 18 meios aéreos.

O incêndio foi provocado por um raio a 19 de dezembro e, desde então, está fora de controlo, por influência dos ventos fortes e das temperaturas altas.

A temperatura deve baixar um pouco, mas a previsão é pouco animadora, prevendo-se que o incêndio continue ativo durante as próximas semanas.