O chefe do Governo do estado australiano de Nova Gales do Sul, Barry O'Farrell, disse esta sexta-feira que vai procurar obter indemnizações pelo incêndio causado pelo Exército, após o uso de explosivos num campo de treino.

O chefe em exercício das Forças Armadas da Austrália, Mark Binskin, pediu, esta quinta-feira, desculpa pelo incêndio de State Mine, que continua ativo na região das Montanhas Azuis, e que, até ao momento, consumiu 47.000 hectares de terreno.

Mark Binskin disse que o exercício no campo de treino militar em Marrangaroo foi realizado num dia em que não tinha sido emitido um alerta de incêndios e em que a temperatura era de 23 graus, com ventos ligeiros, de acordo com a agência local AAP.