Oito pessoas - um casal e seis crianças com idades entre os três e os 13 anos -, morreram num incêndio na casa onde viviam num bairro de lata nos arredores de Buenos Aires, Argentina, indicaram esta quinta-feira os bombeiros locais.

As autoridades municipais de Merlo, cidade localizada nos subúrbios da capital argentina, não excluem a possibilidade do incêndio ter sido provocado por um ex-companheiro da mãe das crianças.

«Na casa, estavam uma mulher de 38 anos e um homem de 31 anos», afirmou, em declarações à comunicação social, o chefe dos bombeiros de Merlo, Hugo Santillan, precisando que cinco das seis crianças que estavam no interior da casa eram filhos da mulher e do seu ex-companheiro. O atual companheiro da mulher era o progenitor da sexta criança.