Pelo menos dez pessoas morreram e outras 32 ficaram feridas na Florida devido a uma perigosa bactéria aquática que devora a carne, disse esta sexta-feira o Departamento de Saúde daquele estado norte-americano.

A bactéria, identificada como «Vvibrio vulnificus», provocou em setembro a morte de um homem de 50 anos infetado, após se ter banhado nas águas do Golfo do México.

Em julho, um turista de 60 anos também faleceu em consequência da infeção provocada pela bactéria.

Os dois homens contraíram a bactéria através de alguma ferida na pele, segundo as autoridades médicas.

No condado de Hillsborough, o número de pessoas infetadas fixou-se em quatro, mas em nenhum dos casos a presença da bactéria foi fatal, enquanto em Lee se registou uma média de cinco infetados por ano.

Uma das mulheres que foi infetada, de 84 anos, sofreu uma amputação de uma perna num hospital de Naples.

A bactéria aquática, que causa cólera e pode ser encontrada em águas quentes e também se detetar em ostras, penetra no corpo através de uma ferida e afeta especialmente pessoas com problemas imunológicos.

Os sintomas mais comuns da presença da bactérias são vómitos, diarreia, dor de abdómen e úlceras na pele.