“Eu chamei-o e não ouvi nada”, afirmou Verline Barthelemy, de acordo com o Washington Post. “Ele voltava sempre”.



“Nós espancámo-lo até à morte lol! :) HAHAHA!”, estava escrito no bilhete.