A advogada do autor do massacre de Parkland, em fevereiro último, disse que o cliente vai renunciar à herança da mãe e doar o dinheiro a organizações escolhidas pelos familiares das vítimas do tiroteio.

Leia também:

Nikolas Cruz “não quer benificiar dos fundos” da apólice do seguro de vida [cerca de um milhão de euros] a que tem direito devido à morte da mãe, em novembro passado, afirmou a advogada, Melisa McNeill, durante uma audiência, na quarta-feira.

Pelo contrário, Cruz, de 19 anos, deseja que esse dinheiro seja transferido para organizações de solidariedade escolhidas pelas famílias das vítimas do tiroteio no liceu Marjory Stoneman Douglas, onde o antigo aluno matou 14 alunos e três professores com uma espingarda automática, a 14 de fevereiro último.

A audiência teve como finalidade perceber a situação financeira de Cruz antes de determinar se o acusado pode pagar os serviços de defesa, ou se os contribuintes da Florida têm de arcar com as despesas dos advogados oficiosos.

Em março, as autoridades tinham indicado que o arguido tinha nas contas bancárias pelo menos 35 mil euros, embora seja possível que o jovem disponha de uma quantia muito maior, o que ainda está por esclarecer.Cruz é acusado do massacre ocorrido no dia de São Valentim, no liceu Marjory Stoneman Douglas, em Parkland, onde matou 17 pessoas e feriu 16. A acusação inclui também 17 tentativas de homicídio.