O ministro grego das Finanças, Yanis Varoufakis, disse esta segunda-feira, em entrevista à estação de televisão britânica Channel 4 News, que chegou a acordo com o homólogo britânico, George Osborne, de que é necessário acabar com o «ciclo» que levou a Grécia a ser um fardo para o resto da Europa.

«[Temos] a determinação de acabar com o alegado ciclo em que a Grécia foi transformada na chaga da Zona Euro», disse Yanis Varoufakis, na entrevista concedida em Londres ao jornalista Paul Mason, depois de se reunir com George Osborne.

«Mesmo para a Grã-Bretanha, que não é membro da zona euro, [esta] é uma grande preocupação porque a crise da deflação na Europa não augura certamente nada de bom para a economia britânica», declarou o ministro grego das Finanças.

 
Na mesma entrevista, Yanis Varoufakis referiu que a Europa vai chegar a um entendimento sobre a dívida grega «muito em breve», num acordo que estará pronto «nas próximas horas ou dias».
 

«Haverá um acordo [sobre a dívida], dentro de muito pouco tempo, e vai tornar claro para todos que a Grécia consegue jogar de acordo com as regras e vai permitir resolver a questão da crise grega de uma vez por todas», afirmou o ministro.

«Você vai ver nas próximas horas, dias, toda a Europa se vai unir e fazer o seu trabalho», assegurou Varoufakis.

 
 
Yanis Varoufakis com George Osborne em Downing Street (Foto: Lusa)


Em conversações em Downing Street, o ministro britânico das Finanças pediu, esta segunda-feira de manhã,  a Yanis Varoufakis que «aja com responsabilidade». George Osborne avisou que o «impasse» entre o Governo grego e a Zona Euro está a tornar-se «no maior risco para a economia global» e admitiu que a situação grega é «uma ameaça crescente para a economia britânica». «E temos que nos certificar de que, na Europa, como na Grã-Bretanha, escolhemos a competência em vez do caos», frisou George Osborne.

Mas, em declarações ao Channel 4 News, Yanis Varoufakis disse que as negociações com o homólogo britânico correram bem.

«Foi uma reunião extremamente construtiva. Foi uma lufada de ar fresco na verdade. O meu sentimento, ao deixar o nº 11 de Downing Street, foi que temos uma relação muito construtiva. Tivemos uma reunião maravilhosa e, apesar das nossas diferenças, estamos altamente sintonizados para encontrar uma base comum. E acho que até já a encontramos», afirmou.



Yanis Varoufakis e George Osborne (Foto: Lusa)


Yannis Varoufakis está esta segunda-feira em Londres,  onde chegou em classe económica, após ter ido a Paris falar com o homólogo francês, Michel Sapin. Na capital francesa, o ministro grego das Finanças afirmou que a Grécia tem que acabar com «o vício» de depender de empréstimos externos.

«Temos semelhanças com os drogados, ansiando pela próxima dose». «Nós fomos eleitos para pôr fim ao vício», afirmou Varoufakis, argumentando que o pagamento da dívida de Atenas deve estar ligado à sua capacidade de restaurar o crescimento. 



Yanis Varoufakis (Foto: Reuters)


Numa entrevista publicada esta segunda-feira pelo jornal francês «Le Monde», o ministro grego  das Finanças assegurou que Atenas não atuará unilateralmente, mas colaborará com os parceiros europeus.

Também esta segunda-feira, o jornal espanhol «El País» avança que a  Comissão Europeia poderá terminar com a troika para agradar à Grécia, desde que o governo de Alexis Tsipras cumpra os compromissos já assumidos pelo país.