logotipo tvi24

Filme inspirado no massacre choca a Noruega

Trailer já está disponível na internet. Filme tem estreia prevista em 2012

Por: Redacção / PP    |   2011-10-16 23:09

Três meses depois do massacre na ilha de Utoya, na Noruega, um realizador decidiu transformar a tragédia num filme. O trailer já está disponível na internet. As imagens estão a chocar a Noruega. Qualquer semelhança entre estas imagens e a realidade do massacre de Utoya, não é pura coincidência

Com o país ainda a recuperar da tragédia de 22 de julho, um realizador russo a viver nos Estados Unidos decidiu transformar a história num filme. As imagens estão a chocar um povo que ainda não está pronto para «reviver» o pesadelo.

Os familiares das 69 vítimas de Utoya e as autoridades norueguesas querem que o trailer seja retirado do Youtube, mas o realizador discorda.

Para os noruegueses, o argumento não convence. Apontam o dedo à insensibilidade de Versace. Dizem ainda ser demasiado cedo para expor uma tragédia, que deixou marcas profundas na sociedade.

No país assiste-se agora a uma discussão sobre os limites da liberdade. As autoridades sabem que não podem proibir a exibição do filme. Limitaram-se, por isso, a pedir ao realizador que por agora retirasse as imagens da internet. O filme ainda não está terminado, mas tem estreia prevista para 2012.

Partilhar
EM BAIXO: Filme inspirado no massacre choca a Noruega
Filme inspirado no massacre choca a Noruega

Indemnização milionária para doentes filmadas por ginecologista
Caso foi tornado público em 2013, nos Estados Unidos, mas só agora foi anunciado um acordo entre o hospital e as vítimas
Venezuela: «Torre de David» substituída por casas portuguesas
Emblemático arranha-céus funcionava como o maior bairro pobre vertical de Caracas
Prabowo Subianto vai contestar resultados das presidenciais na Indonésia
Depois de a sua equipa ter acusado o vencedor Joko Widodo de «fraudes maciças»
EM MANCHETE
Guiné Equatorial aceite na CPLP
País entrou por consenso sem que tenha havido uma votação. Teodoro Obiang deve explicar os passos já dados e previstos para cumprir as condições de adesão
«Crato conseguiu vitória com truque bastante ordinário»
RioForte avança com pedido de falência no Luxemburgo