Pelo menos 14 pessoas morreram à passagem do tufão Melor pelo centro das Filipinas, que causou elevados prejuízos na zona com ventos de até 185 quilómetros por hora e chuva intensa durante dois dias.

O Conselho de Gestão e Redução de Risco de Desastres do país anunciou, no seu mais recente relatório, que oito pessoas morreram e 12 ficaram feridas.

No entanto, as autoridades locais das províncias afetadas indicaram que mais seis pessoas perderam a vida nas cheias e inundações causadas pelo Melor.

O Melor atingiu, na manhã de segunda-feira, o norte de Samar, ilha agrícola onde vivem 1,5 milhões de pessoas, acompanhado de ventos de 185 quilómetros por hora, segundo os serviços meteorológicos nacionais, atravessando de seguida a península de Bicol e a ilha de Burias (centro), antes de afetar na manhã de terça-feira as ilhas de Romblon.