O presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte, ofereceu, esta segunda-feira, uma recompensa de dois milhões de pesos (cerca de 38 mil euros) por cada agente da polícia implicado no tráfico de droga e incentivou a população a denunciá-los.

“Estaria disposto a fixar uma recompensa pelas suas cabeças, as dos polícias que protegem os grupos [de traficantes] de droga”, disse Duterte num discurso televisivo.

“Vendam esses amigos. Quero que a polícia e as Forças Armadas destruam o aparelho da droga neste país” acrescentou.