A polícia filipina acusou de homicídio o proprietário e a tripulação de um barco de passageiros que naufragou e causou a morte a 59 pessoas.

As acusações foram registadas na noite de sexta-feira na cidade central de Ormoc no âmbito do naufrágio do navio Kim Nirvana, de acordo com o chefe superintendente da polícia regional, Asher Dolina.

Uma investigação inicial da polícia e entrevistas realizadas a sobreviventes mostram a embarcação a virar-se repentinamente nas águas do porto central da Ormoc, na quinta-feira, revelou Dolina à agência de notícias France Presse, de acordo com a Lusa.