Um museu foi encerrado na China depois de se ter descoberto que exibia milhares de obras falsas. A informação é divulgada pela imprensa estatal e dá conta de que um terço dos oito mil objetos expostos no museu de Lucheng, na província de Liaoning, eram forjados.

Entre os objetos falsos estava uma espada que se dizia remontar à Dinastia Qing e estava avaliada em mais de 13 milhões de euros, segundo o Global Times.

A China, explica o jornal Guardian, construiu só no último ano 299 museus, num movimento que tem sido acompanhado por suspeitas de que as falsificações estão a aumentar no mercado de antiguidades.