O líder histórico timorense Xanana Gusmão foi hoje condecorado com o título da Ordem da Guerrilha, "pela sua inexcedível liderança na luta da libertação nacional", no decorrer das cerimónias do 40º aniversário das Falintil.

Xanana Gusmão recebeu a condecoração das mãos do Presidente da República, Taur Matan Ruak, que presidiu às cerimónias de hoje que decorreram em Taci Tolo, a oeste de Díli.
 

"Pelo seu exemplo, em momentos-chave da nossa história, e pela capacidade de liderança, Xanana Gusmão foi verdadeiramente um pai fundador de Timor-Leste", disse Taur Matan Ruak no discurso oficial das comemorações.

PR timorense defende reforço da confiança nas instituições civis e militares


A unidade entre o povo e os combatentes foi essencial para a libertação de Timor-Leste e deve ser recordada, hoje, como elemento de reforço da confiança da sociedade nas instituições civis e militares, disse ainda o Presidente da República timorense.

"A restauração da independência foi possível porque se construiu uma verdadeira unidade entre o povo e os combatentes, ao serviço da Nação", afirmou Taur Matan Ruak.
 

"Esta lição continua a ser importante, no presente e para o futuro do país. É preciso reforçar a unidade, e reforçar a confiança do povo nas instituições, civis e militares", disse.

Timor-Leste parou em memória dos heróis do braço armado da resistência


Timor-Leste foi convidado a parar, durante um minuto, em memória dos heróis das Falintil, o braço armado da resistência timorense, numa homenagem em que participaram dezenas de veteranos timorenses.

O minuto de silêncio marcou as cerimónias do 40º aniversário das Falintil, que começaram na semana passada e que se prolongam até sexta-feira.

Nos últimos dias quem reside em Timor-Leste tem recebido, através das três empresas de telecomunicações ativas no país, uma mensagem a convidar a que parassem durante um minuto durante o dia de hoje.