Uma jovem de 16 anos residente na Faixa de Gaza decidiu documentar, em direto, um ataque israelita que acontecia bem perto da sua janela.

Farah Baker estava em casa com a sua família e começou a publicar mensagens, vídeos e clipes de som que mostravam a violência das bombas.

Baker não podia sair de casa e não conseguia dormir por causa do barulho das bombas, claramente assustada, a jovem descreveu como não parou de chorar, com medo de que a qualquer momento uma bomba poderia cair onde estava.

Veja alguma das mensagens deixadas por Baker no Twitter:





«Sinalizadores, agora, 2:45 da manhã»





«Mais uma bomba horrível»





«Quando a minha irmã de seis anos ouve os rockets a cair, ela cobre os ouvidos e grita ao mesmo tempo que chora, só para não ouvir»





«Esta é a minha zona. Não consigo parar de chorar, Posso morrer esta noite»

«Não estou em segurança e não posso sair de casa porque estão a bombardear a minha zona» lia-se numa outra publicação.

Ao início da manhã, a jovem publicou uma mensagem que tranquilizava os seus seguidores:





«Sobrevivi à última noite! Estou viva!!»

Segundo a Globo, a conta de Farah no Twitter tem mais de 30 mil seguidores, que vão deixando mensagens de apoio e de felicidade por a jovem ter conseguido sobreviver.