Uma mulher grávida de cinco meses e a filha de dois anos morreram, na madrugada deste domingo, na sequência de um bombardeamento israelita na Faixa de Gaza, que atingiu a casa onde viviam. A habitação ficou completamente destruída e três familiares ficaram feridos. A informação foi confirmada pelo Ministério da Saúde palestiniano.
 
O Exército israelita assegura que os bombardeamentos visaram apenas uma fábrica de armas do Hamas, em resposta ao lançamento de mísseis contra Israel na sexta-feira e no sábado e intercetados pela cúpula de ferro, sem provocar danos ou feridos. A casa, de acordo com a agência noticiosa palestiniana Maan, ficava perto da mesquita de Al Maslaj, no sul da cidade.
 
Ao todo, desde sexta-feira, avança a agência EFE, morreram na Faixa de Gaza 11 palestinianos.