A Arábia Saudita anunciou uma ajuda de emergência de 200 milhões de riais (39 milhões de euros) para as vítimas dos bombardeamentos israelitas da Faixa de Gaza, que continuam pelo sétimo dia consecutivo.

O ministro das Finanças, Ibrahim al-Assaf, disse na noite de domingo à agência oficial Spa que a ajuda financeira ordenada pelo rei, Abdullah bin Abdulaziz Al Saud, era destinada ao Crescente Vermelho palestiniano em Gaza.

O dinheiro vai servir para «cobrir as necessidades urgentes em medicamentos e equipamento médico».

Os bombardeamentos israelitas já causaram 172 mortos e mais de mil feridos, além de elevados danos materiais.

Os Emirados Árabes Unidos anunciaram na quinta-feira uma ajuda de 52 milhões de dólares (38 milhões de euros) para os palestinianos na Faixa de Gaza.