As autoridades russas anunciaram esta segunda-feira a expulsão de diplomatas polacos que exerciam no país «atividades incompatíveis com o estatuto», um termo utilizado para espionagem na gíria diplomática, anunciou hoje o Ministério dos Negócios Estrangeiros da Rússia.

«Muitos diplomatas polacos deixaram o território russo devido a atividades incompatíveis com o seu estatuto, referiu a diplomacia russa em comunicado.

A nota das autoridades de Moscovo não especifica quando e quantos diplomatas foram deportados.