O nigeriano que tentou detonar explosivos a bordo de um avião da Northwest Airlines, durante a aterragem, em Detroit, nos EUA, disse às autoridades que está ligado à rede terrorista Al-Qaeda, refere a AFP.

CNN mostra imagem de terrorista no avião

As autoridades norte-americanas consideraram a acção deste passageiro um «ataque terrorista falhado».

O voo 253, com 278 passageiros a bordo, que vinha de Amesterdão, Holanda, estava a 20 minutos do aeroporto quando se ouviu um som de bombinha de Carnaval, disseram testemunhas.

Um passageiro saltou sobre outros e tentou subjugar o suspeito que, pouco depois, foi levado para as filas da frente com as calças rasgadas e as pernas com queimaduras.

Segundo a CNN, o nigeriano de 23 anos está «a falar muito» com o FBI, enquanto é tratado por queimaduras de segundo e terceiro grau.

Umar Farouk Abdulmutallab chegou a Amesterdão através de um voo da KLM vindo de Lagos, Nigéria, e o seu nome consta da lista de pessoas com ligações suspeitas.

O próprio passageiro afirmou que adquiriu os explosivos no Iémen.

Barack Obama já ordenou o aumento da segurança aérea. «O presidente foi informado do incidente entre 9h00 e 9h30, hora do Havai, onde está a passar férias», disse Bill Burton, porta-voz adjunto da Casa Branca.

«O presidente está a acompanhar activamente a situação e está a receber relatórios regulares», acrescentou.