27 mortos e mais de 180 feridos é o resultado de um incêndio a noite passada numa discoteca de Bucareste, na Roménia. Na origem da tragédia terá estado fogo-de-artifício. As mais de 400 pessoas no interior, tentaram fugir por uma única porta de saída. Com 25 feridos em estado grave, o total de mortos pode vir a aumentar.

A origem do incêndio, terá sido "efeitos de pirotecnia" durante a exibição de uma banda de heavy metal, na noite das bruxas. O público era maioritariamente jovem. Quando os bombeiros chegaram, a antiga fábrica comunista no centro de Bucareste, era um cenário de horror. Polícia, e pessoal da emergência médica, tentaram ressuscitar vários jovens no alcatrão.

Cerca de 400 pessoas estavam no interior da "Colectiv" a assistirem ao concerto dos Goodbye Gravity. Ninguém percebeu o perigo, até as chamas alastrarem ao teto e envolverem os jovens. Seguiu-se o pânico. Com uma única porta de saída, dezenas foram espezinhados, e muitos apresentavam queimaduras graves. Outros, desmaiaram, intoxicados com o fumo.

As vítimas, seguiram para dez hospitais da capital. E foi acionado o alerta vermelho, para convocar médicos e pessoal de enfermagem. Este sábado, pelo menos 25 pessoas estão ainda, em estado crítico Todas as vítimas, estão já identificadas. Exceto alguns cadáveres, queimados.

Dois factores agravaram a tragédia - a espuma de polistireno usado nas discotecas, como revestimento acústico. É altamente inflamável. Uma das duas portas de saída, não foi aberta a tempo.