Uma pessoa morreu esta quinta-feira na sequência de uma explosão dentro de uma pizzaria na capital do Egito, Cairo, de acordo com a AFP. 

A bomba explodiu nas pernas da vítima, que não resistiu aos ferimentos e foi declarada morta no hospital, segundo o ministro da Saúde egípcio. Este confirmou ainda outros dois feridos. Não se conhece o seu estado de saúde.

Outras três explosões atingiram companhias telefónicas - duas da Vodafone e outra com origem nos Emirados. As explosões destruíram as fachadas, mas não provocaram vítimas, já que a essa hora os espaços estavam fechados.

Os ataques não foram, por enquanto, reivindicados, mas a aproximação das eleições parlamentares, marcadas para o mês que vem, está a elevar a tensão social e política no país, tendo já sucedido outros ataques com engenhos rudimentares. 

O grupo rebelde Ajnad Misr tem vindo a reclamar a autoria de alguns destes ataques dos últimos meses que acabaram por tirar a vida, inclusive, a agentes da autoridade.