A guerrilha do Exército de Libertação Nacional (ELN) anunciou na segunda-feira que irá libertar o engenheiro canadiano capturado em janeiro no norte da Colômbia, uma decisão saudada pelo Presidente Juan Manuel Santos no âmbito do diálogo de paz.

«Nos próximos dias será colocado em liberdade o cidadão canadiano Jernoc Wobert, vice-presidente das explorações da empresa mineira Braeval Mining Corporation», indicou a guerrilha numa mensagem publicada na sua página de Internet, citada pela AFP.

O Presidente colombiano afirmou, durante uma conferência de imprensa, que esse era «um passo correto, no bom caminho, para iniciar o diálogo com vista ao alcance da paz no país».