A Indonésia executou esta terça-feira (madrugada de quarta-feira na Indonésia) por fuzilamento oito condenados à morte por tráfico de droga, sete dos quais estrangeiros, incluindo o cidadão brasileiro Rodrigo Gularte, noticiou a imprensa local.

Uma mulher filipina, Mary Jane Veloso, que constava da lista de condenados viu a sua execução suspensa no último momento.

Um pedido do Presidente das Filipinas terá estado na origem desta decisão, segundo uma fonte do citada pela BBC. A mesma fonte revelou que o pedido foi feito depois de um indivíduo que alegadamente incriminou a mulher se ter entregado às autoridades filipinas.

A Indonésia deverá agora dar a oportunidade a Veloso de testemunhar no julgamento nas Filipinas.

Para além de Gularte, foram executados dois australianos, quatro nigerianos e um indonésio.

O governo australiano tinha pedido à Indonésia para adiar as execuções, esta segunda-feira, alegando falhas durante o julgamento dos condenados.

Em fevereiro, o primeiro-ministro australiano Tony Abott, tinha afirmado que a Austrália ia esgotar todas as opções legais para impedir as execuções e chegou mesmo a propor ao governo da Indonésia a troca de prisioneiros pelos dois australianos.